domingo, 24 de agosto de 2008

Transmissão do Conhecimento

Uma Visão Memorável

Estava numa tipografia no inferno & vi o método pelo qual
o conhecimento é transmitido de geração em geração.

Na primeira câmara estava um Homem-Dragão a limpar os desperdícios
da boca da caverna; Lá dentro, vários Dragões escavavam a caverna.

Na segunda câmara estava uma Víbora enroscada em redor
do rochedo & da caverna, e outros adornavam-na de ouro,
pratas e pedras preciosas.

Na terceira câmara estava uma Águia com asas e penas de ar,
que tornava o interior da caverna infinito, à sua volta vários
homens Aquilinos construiam palácios nas falésias imensas.

Na quarta câmara estavam Leões de fogo ardente,
rugindo & derretendo os metais em fluidos vivos.

Na quinta câmara estavam formas Sem Nome, que moldavam
os metais na imensidão.

Aí eram recebidas por Homens que ocupavam a sexta câmara,
e tomavam a forma de livros & eram arrumados
em bibliotecas.

William Blake

Obs. Texto reproduzido do livro,bilingue, " 4 Visões Memoráveis ", William Blake. Tradução de Manuel Portela, editora Antígona. 1ª edição portuguesa, Novembro de 2006.

2 comentários:

Norton Lima Jr disse...

Lucio,

Blake foi o grande divulgador do magistral Jacob Boehme, o sapateiro iluminado...

Coincidência ou não você publica um blakepost na exata reviravolta metafísica do dualismo filosófico que tem como ponto de partida as grandes mensagens que fizeram raiar o idioma grego, síntese das sínteses para o religare que foram mergulhadas na obscuridade pelos que chumbaram a religação em nome da vã política...

é bem isso ai, a tipografia é método pelo qual o conhecimento é transmitido de geração em geração...

interessante descrição da moral na quinta e sexta câmaras, "formas sem Nome, que moldavam os metais e eram recebidas por Homens que tomavam a forma de livros & eram arrumados em bibliotecas..."

veja como é assustador o resumo de todo conhecimento humano... por isso os alexandrinos diziam que um grande livro é um grande mal...

Norton

Antonio Maria disse...

estaremos nós na quarta caverna onde certos leões da imprensa,de voz ferina e escaldante, pretendem queimar a honestidade do metal verdadeiro?