sábado, 1 de agosto de 2009

Viagens

O Governo do Estado do Ceará sempre que é flagrado em um mal feito utiliza porta-vozes, que na tentativa de defendê-lo, embaralham os fatos para confundir a opinião pública, atribuindo a outras administrações comportamento idêntico.

Foi assim no caso das viagens internacionais do atual governador e familiares, em jatinhos fretados.

Não era propósito meu manifestar-me sobre o noticiário crítico que envolve viagens efetuadas pela Primeira-Dama do Ceará.

Todavia, sou obrigado a fazê-lo, tendo em vista declarações do deputado estadual Nelson Martins (PT), amparando o ato governamental na Lei 13.515, de 20/08/04, como também no Decreto 27.561, de 20/08/04, ambos do período em que estive à frente do governo estadual.

Nos dois diplomas está instituída e regulamentada a figura do colaborador eventual, ao qual se poderá atribuir diárias e passagens aéreas custeadas pelo poder público estadual, desde que cumprido procedimento prévio à efetivação da despesa.

Colaborador eventual é alguém que não integrando os quadros do Poder Executivo Estadual venha, a convite de órgão interessado, atendidos os requisitos previstos, prestar serviços profissionais ao Estado.

Por último, esclareço que durante os quatro anos do meu governo, minha esposa Maria Beatriz não recebeu diárias ou bilhetes aéreos dos cofres do Estado do Ceará.

7 comentários:

Dim disse...

Nelson martins é um sofista, e nâo tem credito nenhum.

Joaquim disse...

Claro, né Dr. Lúcio, se eles nem drecreto fazem, sempre têm que apelar pro sr. Sempre pro mal, pro pior, a única referência do governo cid é o governo Lúcio. Eles simplesmente não fazem NADA a não ser copiar ou reprocessar o que foi feito no seu governo.

Anônimo disse...

O nome do homi está errado. É DINELSON MARTINS. Favor corrigir.

Célio Ferreira Facó disse...

Algo ampliou-se o anedotário nacional quando Cid Gomes, no carnaval, foi à Europa com convidadazinhas impossíveis.

Cid não pôde depois jamais explicar-se: muher e sogra não são da administração pública, embora pertençam ao velho feudo do Ceará.

Esta a demonstração que teve toda a imprensa nacional: o Ceará é um feudo, fora do modelo constitucional.

Hélio Fernandes, da Tribuna da Imprensa, registrou sua “DECEPÇÃO” com Cid Gomes.

Na Assembléia Legislativa, pelo menos Heitor Férrer muito indignou-se. Adahil Barreto quis obter informações das viagens.

Mas foi a atitude pusilânime de Nélson Martins, a querer justificar o injustificável, que mais expôs a tibieza deste Governo.

De Nélson, todos sabem que não tem bagagem suficiente para a sofística, mas era de esperar que mantivesse ao menos a rigidez da coluna vertebral nos seus compromissos de líder do Governo na Assembléia.

PINDORETAMA DE TODOS NÓS disse...

CHEGA A SER RIDICULO TENTAR EXPLICAR UMA SITUAÇÃO COMO AQUELA DA VIAGEM DO GOVERNO CID. UM POLITICO COMO ESSE DEPUTADO DEVERIA ANTES DE FAZER O QUE FEZ ERA PENSAR NAS PESSOAS QUE CONFIARAM EM DÁ O FOTO A ELE. ATITUDE LASTIMAVEL.

Marco disse...

...acho que a coluna vertebral do Nelson Martins está rígida, porém não ereta. Do modo como se curvou nunca mais "descurva"!!!

Charles disse...

Já viram a Veja desta semana, lá de novo o governado Cid é notícia em escândalo de vôos com empresa que ele viajou no carnaval.
É só esperar, que para não sair mais notícias, vem aí mais publicidade de turismo nas revista do sul do País.
Neste campo esse governo deu um salto de tanta viagem e publicidade.
Será que neste contrato não está embutido as viagens para a próxima campanha?