quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Rodovias

O Presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), esteve no Ceará, há poucos dias, para participar da inauguração de estradas estaduais no litoral norte do Estado, construídas através de empréstimo concedido pelo Banco, dentro da programação do Prodetur.

Todas elas foram projetadas, licitadas e iniciadas durante meu Governo.

A continuidade administrativa promove o progresso e o desenvolvimento.

11 comentários:

Ivana Maia disse...

É, Lúcio Alcântara, que seria do Governador Cid Gomes, se o seu antecessor não tivesse sido um cidadão honrado e devotado às causas públicas?
Imagina se tivesse recebido o Ceará como lhe fora entregue?

Célio Ferreira Facó disse...

Além dos governos, que podem melhorar com o progresso, outra instituição que precisa melhorar entre nós, é a IMPRENSA LOCAL. Eleição para prefeito de Fortaleza. Quem lê hoje a página 2 da edição eletrônica de O Povo (Este Jornal baniu os textos de sua Primeira Página; agora só figuras grandes, letreiros, às vezes fora de oportunidade.) não pode deixar de notar o esforço animado de Erivaldo Carvalho por apresentar os números da última pesquisa em favor de Luizianne e grupelho da reeleição. Quer mostrar-lhe o melhor lado; oculta o resto. Na pressa, permite-se erros de simples aritmética, esquece de rever-se: o caput da sua matéria resulta incoerente com o que vem em seguida. Ver, p. ex., os índices de ótimo/bom.

Célio Ferreira Facó disse...

Mas eis o que não deixaria de dizer Erivaldo se quisesse ser repórter dos fatos. A PESQUISA: Moroni, Luizianne e Patrícia empatados agora. Mas estão indecisos 49% dos eleitores. AVALIAÇÃO DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO: a administração de Luizianne é classificada como regular por 38% dos entrevistados; apenas 34% a consideram ótima ou pelo menos boa. REJEIÇÃO: a menor é de Patrícia; Luizianne tem das maiores. SEGUNDO TURNO: o IBOPE testou três cenários; Patrícia, fica à frente em todos, sendo que tem a maior vantagem justamente contra Luizianne e grupelho da reeleição.

Célio Ferreira Facó disse...

O Ibope, por um setor que chama tolamente de “Inteligência” (Quer se dar ares?) publicou dados errados de um trabalho seu mesmo sobre os candidatos à prefeitura de Fortaleza. Órgãos da IMPRENSA LOCAL, como apressados em mostrar a FALTA DE ZELO com que habitualmente trabalham, também publicaram, sem perceber, o ERRO DO IBOPE. Erro tolo, comezinho, meio humilhante para todos. Assim a TV Verdes Mares e O Povo, na edição de ontem. Sobre isto, quer dizer, sobre a importância do texto analítico, bem redigido, revisto, referencial, escreve hoje Regina Ribeiro em O Povo. Informação, ela diz, há em toda a parte. O bom Jornalismo consiste em saber interpretá-la e, pois, compreender melhor. De nada serve apenas reproduzir, repetir. O leitor quer entender, pensar. E CONCLUI: “Precisamos saber o que escrever... Ter uma bagagem... Com fundamento... Correção”.

Kilmer Castro disse...

O erro cometido pelo Ibope ao colocar Moroni bam atrás de Lourizianne em um eventual segundo turno tem todos os ares de não ter sido um "erro" de fato. Soa mais como coisa intencional, a julgar pela esdrúxula desculpa publicada na nota redigida um dia após aqueles números serem amplamente publicados pela imprensa local.

Na nota o Ibope INTELIGÊNCIA(qual?) dizia que "não houve prejuízo aos candidatos". Como não, se Moroni está bem na frente de Lourizianne em um segundo turno e não atrás como fizeram supor?

A falta de publicidade dos números corretos, proporcional à divulgação da falácia, dá todo o direito de pensar que foi uma verdadeira armação dos poderosos grupos políticos envolvidos contra uma candidatura que conta apenas com a adesão popular e já desponta vencedora.

Nosso preclaro Facó acusa abertamente o jornal O Povo de ser partidário da reeleição. Custo a crer, mas ficarei de olhos abertos. Dose dupla de veneno é um absurdo inconcebível!

Katiusa disse...

É extremamente aceitável uma obra começar em um governo e terminar em outro. O que não dá pra engolir é uma obra inacabada. Vale ressaltar, também, que uma boa administração é obrigação dos governantes. É pra isso que são eleitos, não estão fazendo nenhum favor, nem pra o seu sucessor muito menos para o povo, que o elege. Além do mais, o Governador Cid Gomes não é o primeiro Governador do Ceará, então, é perfeitamente natural que algumas obras tenham iniciado no Governo anterior. E pra finalizar, Cid Gomes está deixando a sua marca no estado com grandes projetos de sua gestão.

Anônimo disse...

Alguem pode mostra que projetos sao esses.

Caboré Teimoso disse...

Então, tá, Katiusa, minha coisa fôfa!

Joaquim disse...

Katiusa, como o próprio Lúcio diz, "a continuidade administrativa promove o progresso e o desenvolvimento."
Reconhecer a herança bendita do governo Lúcio, no entanto, é coisa impossível na ferreiragomeslândia. E quando a herança acabar, o que eles vão mostrar?!!???

Anônimo disse...

Éita!bem que o lance ad "FERREIRAGOMESLÂNDIA" está pegando prá valer!!!

Lúcio Alcântara disse...

Katiusa,concordo com você sobre a importância da continuidade administrativa. Louvo,sempre que isso acontece. Agora de obra parada o inteior está cheio. Tudo por mesquinharia já que o governo se gaba de estar cheio do dinheiro. Pergunte aos prefeitos.