terça-feira, 27 de julho de 2010

Memória

SEGUNDA-FEIRA, 17 DE SETEMBRO DE 2007

Risco

Os jornais noticiaram, finalmente, que os candidatos que concorreram a uma vaga de policial militar, em concurso iniciado em meu governo, ingressaram na última etapa da seleção, que é a realização de um curso.

A duração do treinamento tem sido de seis meses. Agora, talvez na pressa de recuperar o tempo perdido, houve uma redução para três meses. Há estados onde o treinamento chega a durar oito meses.

Policiais preparados constituem pressuposto básico para uma boa polícia. Corremos o risco de ver irem para a dura missão nas ruas policiais mal treinados para exercerem função tão delicada.

Polícia é muito mais do que viaturas e armamentos. Polícia é feita com gente!

Postado por Lúcio Alcântara às 06:24

5 comentários:


Célio Ferreira Facó disse...

Está mal assessorado o governador Cid Gomes? Denigre, desonra agora a própria imagem e a da sua administração com a decisão de comprar uns SUPERCARRÕES para a ronda policial. Revela desconhecimento da própria natureza da ação policial, que deve primar pela inteligência e a discrição, a versatilidade, nunca pela ostentação descabida. A melhor ação policial, visando à segurança pública, será por natureza uma ação preventiva, a requerer nos bairros, nas ruas, nos quarteirões, o soldado a pé, o soldado de motocicleta, o soldado de simples telefone à mão, o soldado de bicicleta, o soldado de carro - e este será qualquer, apenas adequado às funções repressivas, que funcione e esteja aparelhado. Sobretudo o SOLDADO PREPARADO – esta a “máquina” a requerer grandes investimentos. Ao contrário, a decisão do Executivo dessangra o orçamento do Estado. Em pelo menos 5 ou 6 milhões a mais. Na Assembléia, a base aliada sempre se engasgou para explicar o inexplicável, sem lograr jamais responder a qualquer das invectivas sensatas, vigorosas de Heitor Férrer e Adahil Barreto contra esta insanidade do Executivo Estadual.

17 de setembro de 2007 14:02

gildson serrano disse...

um absurdo!!!

onde já se viu um negócio desses???

um dos problemas históricos das polícias militares sempre foi o despreparo do seu efetivo. quando isso isso ia, paulatinamente, dimunuindo, com as mudanças no perfil e com os cursos de formação e aperfeiçoamento eis que o governo do Ceará dá marcha ré na formação, diminuindo o tempo de preparo da tropa. e depois não venham dizer que a preparação continuará depois de estarem nas ruas. eu não acredito e ninguem de bom senso deve acreditar em mais uma promessa que jamais será cumprida.

17 de setembro de 2007 20:31

ZORRO disse...

E NÃO SÓ BEM PREPARADA MAS TAMBÉM COM SALÁRIOS DIGNOS, POIS UM SOLDADO PM AQUI SÓ RECEBE 1000 REAIS.

20 de setembro de 2007 17:27

Laercio Giovani MACAMBIRA Marques disse...

Dr. Lúcio,

No meu blog (Pensando Segurança)eu retrato essa questão, mostrando o que fizemos até 2006, tendo como paradigma o estado de São Paulo.

Trata-se de um grande retrocesso o que hoje ocorre, com sérios reflexos na doutrina da Polícia militar do Ceará.

Macambira

28 de setembro de 2007 11:53

Anônimo disse...

Dr. Lúcio,

"Policiais preparados constituem pressuposto básico para uma boa polícia. Corremos o risco de ver irem para a dura missão nas ruas policiais mal treinados para exercerem função tão delicada. "

Como podemos chamar isto que o Sr. sabiamente escreveu? Profecia? Premonição?

É claro que tudo se resume ao conhecimento de causa, que o Sr. tem pra dar e vender. Há uma semana, este seu questionamento ocupou o espaço de seu blog como um alerta para o descaminho da gestão pública neste governo da oligarquia Ferreira Gomes, como um aviso aos navegantes desses mares bravios da segurança em nosso estado, que vai de mal a pior.

Na mesma semana, ocorreu a "ação desastrada" de policiais que atiraram em quatro cidadãos desarmados e desavisados, que pacificamente transitavam em via pública numa Hilux (parece praga, né?). Do nada, surgiram os tiros. E eles só pararam por acreditar que a polícia iria protegê-los, vejam só! Foram quase literalmente fuzilados.

É revoltante a falta de comando de uma corporação que tanto já fez e tanto honrou a segurança em nosso estado. É um caso gritante de menosprezo pelo capital humano, é a valorização do patrimônio material em detrimento do investimento em pessoas. Afinal, ficou comprovado que uma arma na mão de uma tropa mal treinada é tão perigosa quanto na mão de um bandido. Exatamente a mensagem que suas palavras alardearam. Acima de tudo, "Polícia é feita com gente!".

A população não merece tanto descaso do governo. Só espero que este triste e vergonhoso acidente sirva para uma tomada de ação mais eficiente. Que se combata o corporativismo estampado nas declarações de um comandante na TV, afirmando que os PM's "agiram dentro da lei".

Por fim, torço para que tudo não fique somente nas protocolares desculpas governamentais às vítimas do quase fuzilamento. Afinal, acredito que o "grande salto" prometido não deve ser para escapar de tiros!

Cris

28 de setembro de 2007 18:48

8 comentários:

Anônimo disse...

E ele, ganhou a eleicao dizendo que o Lucio nao passava a macha, e ele,que esta com a caixa de macha dele travada no ponto morto.Quando ao artigo isso e experiencia,veja que o sr.fez esse comentario a trez anos.

Anônimo disse...

“Caso Bruce – Lúcio Alcântara diz que o fato deve servir de alerta”

Myrella Guerra, em 27-07-2010 as 23:59 Said:
Eliomar, vale a pena conferir o post que o Lúcio Alcântara postou em seu Blog no dia 17/09/2007 e repostou hoje de novo. Confira:

Memória
SEGUNDA-FEIRA, 17 DE SETEMBRO DE 2007

Risco

Os jornais noticiaram, finalmente, que os candidatos que concorreram a uma vaga de policial militar, em concurso iniciado em meu governo, ingressaram na última etapa da seleção, que é a realização de um curso.
A duração do treinamento tem sido de seis meses. Agora, talvez na pressa de recuperar o tempo perdido, houve uma redução para três meses. Há estados onde o treinamento chega a durar oito meses.
Policiais preparados constituem pressuposto básico para uma boa polícia. Corremos o risco de ver irem para a dura missão nas ruas policiais mal treinados para exercerem função tão delicada.
Polícia é muito mais do que viaturas e armamentos. Polícia é feita com gente!

Postado por Lúcio Alcântara às 06:24

O que hoje acontece com os policiais do Ronda e com a segurança como um todo, Lúcio cantou a pedra há quase três anos e hoje fica claramente provado que o programa do Ronda do Quarteirão foi um programa eleitoreiro feito com o intuito único e exclusivo de eleger o então candidato Cid Gomes. O então candidato Cid Gomes dizia que com o Ronda do Quarteirão acabaria com a violência e resolveria o problema da segurança. Nada disso aconteceu, ao contrário numa sucessão de erros cometidos na condução da segurança, houve sim, um aumento exorbitante da criminalidade, da violência, de homicídios e da insegurança. Hoje vivemos assustados e não nos sentimos seguros nem mesmo dentro das nossas casas pois a bandidagem não respeita mais nem a polícia, que diria o cidadão comum. Estamos sim, vivendo uma verdadeira guerrilha urbana onde a bandidagem está levando a melhor. Por fim cabe nós cidadãos e cidadãs cearenses ficarmos atentos para não nos deixarmos levar novamente pelo caminho das promessas fáceis que tem como único objetivo confundir ou ludibriar o eleitor de boa fé. Que saibamos separar muito bem o compromisso honesto do oportunismo político-eleitoreiro.

Anônimo disse...

9 Resposta(s) para “Caso Bruce – Cid e Monteiro ainda não" Blog do Eliomar

Lêda Pinheiro, em 27-07-2010 as 10:59 Said:
É muito fácil para os defensores disfarçados do governo virem com essa conversa fiada de dizer que “os vícios da velha PM contaminaram o Ronda”. Essa é a desculpa mais esfarrapada que eu já vi! Pouco treinamento dos soldados do Ronda é apenas o maior erro do governo, mas há também as escalas desumanas as pressões e também a falta de assistencia psicológica aos políciais em geral. Tenho consciêcia plena de que esse soldado que atirou naquele garoto errou sim e muito, mas ele também não deixa de ser uma vítima da pressa do senhor governador Cid Gomes em implantar o projeto que lhe fez ganhar a eleição. Anteriormente os soldados que entravam para a PM tinham 6 meses de treinamento e já havia um projeto no governo passado para aumentar esses 6 meses para 9 ou 12 meses, pois achavam pouco os 6 meses. Aí, o governador Cid Gomes na pressa de colocar o programa Ronda do Quarteirão para funcionar diminuiu esses 6 meses para 3! Se 6 meses já era pouco imagina 3? Então não podemos deixar o governador à margem disso tudo pois afinal ele é o grande responsável pela a administração do estado como um todo, não pode ficar por aí só fazendo campanha como se não fosse aqui que estivesse acontecendo um verdadeiro descalabro de violência e insegurança de norte a sul e de leste a oeste do nosso estado.
O governmador devia ter o mínimo de humildade e vir a publico pedir desculpas ao povo cearense pelo seu fracassado sistema de segurança. O povo está revoltado com tudo isso, basta ler os comentários feitos no O povo on line e no Portal Verdes Mares.
Como mãe, não contive às lágrimas ao ver o vídeo mostrando aquele pai aos prantos, desesperado abraçado ao corpo do filho morto. Mas, tudo o que envolve esse episódio trágico, envolve uma profunda refelexão sobre o tipo de segurança que estamos tendo e o que realmente nós precisamos.

Anônimo disse...

Cont. "9 Resposta(s) para Caso Bruce – Cid e Monteiro ainda não" Blog do Eliomar

Nélio, em 27-07-2010 as 15:11 Said:
Que é isso Franklin!
Você está querendo que o governador e o secretário sejam rotulados de omissos?
Eles têm a obrigação de se manifestar e dar uma resposta à indignação que tomou conta de toda a população.
Afinal de contas, quem são os responsáveis pela segurança pública do estado??

CONCURSADO, em 27-07-2010 as 15:35 Said:
Falar o que!!! Se calado é já tá errado, falar pra dizer q fora investido milhões na segurança pública!!! Já estamos cansados das falácias e da falta de dialogo da atual gestão! Deveria há meses atras ter reconhecido seus erros e alterado o q estava errado! O negócio hj tá um caos!!!

Delano, em 27-07-2010 as 17:07 Said:
É costume do Governador fugir dos problemas, senão vejamos:
1 – Não teve coragem para negar apoio a Pimentel nem a Tasso. Esperou um rompimento.
2- No encontro que teve com a bancada Federal se desentedeu com alguns deputados e se escondeu no banheiro. Uma vergonha.
Podemos confiar em um homem que se esconde dos problemas.

Antônio, em 27-07-2010 as 21:12 Said:
Lêda tem razão.Só discordo quando fala em pressa no treinamento.O problema é exatamente a deliberada ausência de treinamento.Na visão preguiçosa do inútil Sec.Roberto, o Ronda seria o que eles chamam de Polícia Comunitária.Essa tal polícia foi que enganou todos nós.Nem comunitária ,nem ostensiva.Todo sistema de segurança,inclusive a particpação das outras unidades federadas-União e Município,foi aniquilado pelas gestão atual.Parece brincadeira mas não é.Foi proposital,dentro de uma pespctiva de se tirar proveito da situação.Um exemplo: a compra dos carros.Já tinha exposto minha opinião há muito tempo.O Sec.Roberto é um câncer, ou é estirpado no início, ou vira metástase.É o que ocorreu.

Anônimo disse...

Pesquisa do site www.eleicoesceara.com.br
VAMOS PARTICIPAR E VOTAR LÚCIO!!!
28/07 01:19hs
Governo
Em quem você votaria para Governador do Ceará?
Marcos Cals (951 Votos)
Nat (9 Votos)
Cid Gomes (437 Votos)
Gonzaga (7 Votos)
Lúcio Alcântara (1350 Votos)
Marcelo Silva (18 Votos)
Soraya Tupinambá(44)

Anônimo disse...

SERÁ QUE NO SEU GOVERNO LUCIO NAO HOUVE NENHUM ASSASSINATO? A POLICIA TBM NAO ERROU EM UMA DE SUAS OPERAÇOES?
É MUITO FACIL CRITICAR, APONTAR OSA ERROS ALHEIOS.
MEU VOTO É DO CID.
Antunes Nunes

nilmedeiros001@hotmail.com disse...

Dr. Lúcio queremos sua volta a qualquer preço, não merecemos tanto descaso do governo atual para com os Funcionários públicos e a população em geral. nilda medeiros

Paulindo disse...

O erro começa nas gratificações abusivas aos oficiais que só estressam o policial praça, onde na verdade deveria ser mais democrático havendo uma eleição interna ao posto de Comandante Geral para reivindicar os direitos do PM e BM, cada policial teria um salário unificado e gratificado por elevação de cargos merecidos como: nível superior.