quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Sobre o pré-sal

4 comentários:

Anônimo disse...

Visão LÚCIDA - pena que nem todos têm autonomia para agir com essa independência e serenidade no Concresso!

imperfeita condiçao disse...

ola,Senhor Lucio.
me chamo Ane,tenho 24 anos e moro em sobral.
sou sua seguidora e admiradora,nao só na area politica,mas na pessoal tambem.
continuarei passando aqui.
abraços

Anônimo disse...

Discute-se a distribuição de recursos que possam ser gerados pela exploração do petróleo do "pre-sal".

Não seria uma atitude precipitada?
Ou melhor, ANTES não precisaríamos estar com algumas perguntas devidamente respondidas?

Por exemplo, em moeda de hoje, quanto custará para o consumidor final o petróleo extraído a mais de 7.000 metros de profundidade?

Como poderá o petróleo extraído na profundidade referida concorrer em preços com jazidas "on shore", ou mesmo "off shore" a profundidades bem menores?

A 7.000 metros de profundidade, o petróleo não teria um preço segundo o qual o hidrogênio seria um combustível concorrente, já que tem poder calorífico pelo menos 5 vezes maior?

etc, etc ...

PINDORETAMA DE TODOS NÓS disse...

É POR ISSO QUE EU DIGO QUE ESSE PRE-SAL É SOL BLABLABLA, COM OS CUSTOS TÃO ALTOS TORNA-SE INVIAVEL SUA EXPLORAÇÃO E O GOVERNO TA USANDO ISSO PRA FAZER MARKETIN, ASO LEIGOS PAREÇER SER ALGO GIGANTESCO, ASSIM COMO O CUSTO PARA ESPLOLARO.