segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Falando de política em Juazeiro do Norte

Entrevista concedida por mim ao radialista Beto Fernandes, em Juazeiro do Norte, na sexta-feira (28).

“...Eu denuncio todos os dias, está se formando aqui um cartel político, você já ouviu falar em cartel econômico ‘né’? Quando se juntam para impor o preço, essas coisas. No caso aqui é um cartel político que está se formando estou denunciando isso...”

“...agora se houver esse grito, houver esse chamado, partidos políticos, lideranças políticas isso eu não vou me negar a essa luta que eu acho isso uma vergonha o que quer se fazer aqui no Ceará um cartel político, impor um nome por melhor que ele seja porque, faz o quê? Elimina o povo do jogo...”

Lúcio Alcântara

Quando do encontro regional do PR (Partido da República) em Juazeiro do Norte que culminou na assinatura da ficha de filiação de lideranças de Juazeiro do Norte e do Cariri ao seu partido, entrevistamos o ex-governador do Ceará, Lúcio Gonçalo de Alcântara. Publico aqui na Revista, no Blog do Juazeiro, Blog do Crato e Rede de Blogs do Cariri.

Crítico, Lúcio Alcântara detona o que denominou de “cartel político” a articulação para apresentação de apenas uma candidatura (a de Cid Gomes) com vistas a reeleição. Admitiu pré-candidatura a deputado federal, mas que se for chamado pela população topa mais uma embate pela governadoria, inclusive de sentar-se com o Senador Tasso Jereissati com quem está com relações cortadas desde as eleições de 2006 (dinamismo da política). Segundo ele, Tasso “não pode está assistindo isso de braços cruzados só pensando na candidatura dele ao senado”.


BETO FERNANDES: Fale-nos da importância de mais uma vez estar em Juazeiro, na Região do Cariri e para desta vez um encontro político do seu partido que está fortalecendo ações e ganhando novas adesões também no interior. O PR tende a crescer ainda mais a partir desse movimento de hoje?

LÚCIO ALCANTARA: Olha, nós estamos trabalhando para isso. Quem olhar minha vida pública, o percurso da minha vida pública vai ver que eu sempre dediquei uma boa parte do meu tempo a formação política, a organização dos partidos. Esse é o terceiro partido que eu presido no Ceará. Fui presidente do antigo PFL, fui presidente do PDT e agora estou presidindo o PR. Então nós temos que erguer essa estrutura partidária e procurar, vamos dizer assim, atrair jovens, pessoas que querem realmente um papel na vida pública, porque a democracia não sobrevive se não houver partidos políticos organizados e gente boa interessada em participar da política, por isso eu faço isso com muito gosto, com interesse, com muita boa vontade e pra mim está no Cariri é uma alegria, uma felicidade. Só não é mais porque o tempo é curto, mas, eu vou voltar aqui em setembro e ficar mais dois, três dias aqui na região e vou ter uma oportunidade de fazer lançamento de livros que nós reeditamos na Ação Democrata, um livro de Irineu Pinheiro, Sou do Cariri. Enfim, fazer uma programação aqui. Eu realmente quero muito bem a essa região e vão dizer que é político e em todo lugar que ele está ele diz isso. Não é bem assim, Por quê? Eu tinha um compromisso que eu assumi com o Cariri quando candidato que graças a Deus eu cumpri. Você sabe como eu, que havia muita gente aqui no Cariri,que tinha uma espécie de ressentimento, certa amargura de achar que o governador governava de costas para o Cariri, que não tinha interesse na região, que o estado não investia aqui e eu procurei sanar isso não só com obras, com investimentos, mas com a valorização política, com a valorização cultural do Cariri com a minha presença. Eu acho que isso tem até obrigado ao meu sucessor a andar mais, mas quem abriu o caminho fui eu, realmente se você for comparar com meus antecessores eu fui um governador que estive muito presente não era pra vim inaugurar, cortar fita e ir embora não eu andava aqui, participava com as pessoas do Cariri, enfim isso é uma demonstração objetiva do meu carinho pelo Cariri, pelo seu povo.

BF – Muito tem se especulado na formação de uma grande frente que possibilite uma candidatura única no Ceará. Em havendo um grito contra isso e sendo chamado pela população o Senhor estaria disposto mais uma vez a enfrentar uma luta com vistas ao Governo do Estado?

LA - Você colocou a pergunta muito bem. Se houver esse risco que eu denuncio todos os dias, está se formando aqui um cartel político, você já ouviu falar em cartel econômico ‘né’? Quando se juntam para impor o preço, essas coisas. No caso aqui é um cartel político que está se formando estou denunciando isso, estou conversando com outros partidos não tenho nenhum projeto pessoal como você sabe já estive aqui antes e disse meu objetivo político para próxima eleição é um mandato de deputado federal, colocar o meu nome diante do povo cearense, agora se houver esse grito, houver esse chamado, partidos políticos, lideranças políticas isso eu não vou me negar a essa luta que eu acho isso uma vergonha o que quer se fazer aqui no ceara um cartel político, impor um nome por melhor que ele seja porque, faz o quê? Elimina o povo do jogo. A população não vai ter oportunidade de fazer sua opção e democracia é isso, é escolha é alternativa. Então estou muito empenhado o Roberto Pessoa (prefeito de Maracanaú) também e temos conversado principalmente com o PPS, com outros partidos o próprio PSDB, que ainda está muito hesitante no sentido de criar um pólo político alternativo que está ai...

BF – Mas o Senhor não considera o comportamento do PSDB dúbio? E até pelo que se comenta com comportamento do partido para com o seu projeto de reeleição?

LA - Veja bem... Você tem mais uma vez razão na sua pergunta! Eu falei em vacilante você ta falando em dúbio, é verdade, mas nós temos que ter um pouco de compreensão. Às vezes é um momento político desses, outra coisa o governo ai é autoritário e perseguidor, é imperial então tem muita gente que fica com medo, muita gente fica meio retraído ‘né’? Com medo de retaliações, perseguições então nós precisamos ter um pouco de paciência. Eu acho que o senador Tasso Jereissati, todos sabem do que aconteceu nas eleições de 2006, portanto nossas relações continuam como ocorreram naquela época estamos afastados, mas ele tem uma responsabilidade muito grande porque é um líder de um partido político importante e não pode está assistindo isso de braços cruzados só pensando na candidatura dele ao senado, nós estamos dispostos inclusive a passar por cima de muita coisa pra construir um projeto político alternativo para o Ceará. Eu não me recuso a discutir, a conversar com ele assim como Roberto Pessoa em busca de um projeto alternativo para o Estado.

BF – O senhor é um homem público passado na casca do alho politicamente falando. Como avalia alguns comportamentos estranhos de alguns correligionários seus até pouco tempo como o Prefeito Paulo Ney de Campos Sales a quem o senhor tem um respeito grande, somos sabedores? Ele votou no Senhor, no seu filho em várias eleições e recentemente ofereceu-se para votar e apoiar o atual Governador num projeto de reeleição. Isso deixa de alguma forma abalada a amizade existente entre os senhores ou já é uma página virada?

LA - Eu considero Paulo Ney um grande administrador. Um homem dedicado e como você disse votou no deputado Léo que é meu filho em duas ou três eleições. Eu também tenho a consciência tranquila que fiz muito por ele, por ele não só, pelo povo de Campos Sales, pela população. Tenho uma amizade particular com ele, com a família dele, com a D. Tereza, com o Christian que é o filho dele, eu atribuo isso pelo desejo de obter apoio político do governo para executar obras, mas, eu tenho certeza que se eu chegar a ser candidato ou outro apoiado pelo PSDB, por nós ele balança e na hora “H” ele fica conosco.

BF – Para fechar. O significado da adesão do Dr. Giovanni no Partido da República?

LA - É muito grande porque nós ouvimos dois discursos grandes hoje, um em Fortaleza e o outro aqui. Em Fortaleza do Adler Girão que foi prefeito com dois mandatos sucessivos de Morada Nova, que é um grande município da região de Jaguaribana, e aqui do Giovanni Sampaio muito interessante. Lá em Fortaleza o Adler Girão pediu desculpas em público a mim e ao povo do seu município por não ter votado em mim, ter acreditado naquela ficção que era o discurso do governador e hoje vamos dizer assim, decepcionado, desiludido fez esse depoimento público, fazendo questão de dizer que aquilo era o momento que ele queria levar o arrependimento. Pelo que eu tenho visto, você tem acompanhado a gente aqui no Cariri, esse arrependimento é de muita gente. Quem tá arrependido não é quem votou em mim é quem votou no atual governador, isso é que é interessante e aqui o discurso do Giovanni foi de lealdade. A gente sabe que ele é combativo, impetuoso é um homem destemido e ele falou aqui de lealdade que infelizmente está se perdendo de oportunismo, de circunstâncias, então eu fico vendo que nem tudo está perdido que nós temos ainda um material importante a ser trabalhado e por ultimo eu quero dizer uma coisa que falei rapidamente porque não cabia um discurso longo. O Cariri tem uma história de independência tem compromisso com a liberdade daqui saiu Bárbara de Alencar para a Confederação do Equador. Aqui houve o movimento de 1817 e aqui foi importante para derrubar a oligarquia do Acioli. Padre Cícero, Flóro Bartolomeu em apoio ao Franco Rabelo e agora quem sabe se do Cariri não parte um grito contra essa nova oligarquia essa espécie de partido único, desse cartel político que quer se fazer aqui que é contra o povo, não contra mim. Não tenho poder nenhum eu não tenho nem um mandato político, tenho a honradez que construí ao longo de minha vida que é o maior capital que eu tenho, mas o Cariri é uma peça importante hoje, uma manifestação brava, um grito do Cariri vai ecoar muito bem pra nós arregimentarmos força para a luta para do próximo ano.

Foto: Demontier TYenório e Cícero Valério do Site Miséria

11 comentários:

Anônimo disse...

Torço profundamente que haja um consenso político entre partidos e grandes lideranças para que você seja candidato a Governador quem sabe assim o povo repare a injustiça que fez em não tê-lo reelegido para eleger uma grande e ardilosa FRAUDE chamada Cid Gomes.LÚCIO GOVERNADOR DO POVO DE NOVO!!!
LILI TROVÃO

Anônimo disse...

A hora é mesmo essa, senão o povo do interior (e também da capital) vai ter mais quatro anos de "chinelada à sobralense" (mas ESPERO que a Grandene não venha a ter nada a ver com a nova tentativa para que isso continue ocorrendo)!

Sabrina disse...

Esse é o Lúcio que vai vencer a eleição para Givernador, falando a verdade, duro, sincero e mostrando o que realizou.

Anônimo disse...

Ate parece tarefa impossivel,só que se o homi tiver coragem leva essa eleiçao de governador,o povo no estado todo sente muuita saudade do governo do LA.(Juvencio Farias do Crato)

BETO FERNANDES disse...

Prezado Dr. Lúcio.

A entrevista tem repercutido bastante em todo o Cariri. Fico grato que tenha publicado também em seu blog.

Hoje ela será apresentada na Rádio 3 Fronteiras AM de Campos Sales.

Respeitoso abraço.

Anônimo disse...

o cariri espera por sua candidatura ao que for,estaremos pronto para votar,agora se for a governo vai ser bom demais.e se o tasso se juntar a nos ai e pea muita nesses f......g......

Vó Luisinha disse...

Corre, Lúcio, corre, Lúcio.

Anônimo disse...

TODOS OS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO CEARÁ TORCEM PELA SUA VOLTA. LÚCIO GOVERNADOR

Lúcio Alcântara disse...

Muito obrigado, Beto, sem você não haveria a repercussão que aconteceu. Conto com você. estarei por aí em Setembro. aviso antes.

Anônimo disse...

Apressemos o passo para passá-los na corrida 2010, Dr. Lúcio. È preciso mesmo "pressionar" consciências para agilizar os movimentos dos que têm se mantido longe das fileiras da subserviência, para que também tenham pressa na superação das provações pelas quais vêm passando nosso sofrido povo!

PINDORETAMA DE TODOS NÓS disse...

PARABENS AOS MEIO DE COMUNICAÇÃO QUE AJUDA A DIVULGAR ESSA GRANDE IMPREITADA. DR. LUCIO NÃO ESQUEÇA SUA VISITA EM PINDORETAMA OK
EU DIM E MUITA GENTE BOA ESTAMOS ANCIOSOS POR SUA PRESENÇA. O POVO PINDORETAMENSE CLAMA POR SUA VISITA, POIS AQUI ESTÃO ABANDONADOS, ALUNOS SEM AGUA POTAVEL, FILAS EM POSTOS DE SAUDE NA MADRUGADA, POSTOS DE SAUDE E CRECHES ALUGADAS, NA NOVA ADMINISTRAÇÃO AINDA NÃO FOI COMPADRO UM VEICULO PARA O MUNICIPIO. AQUI ESTÁ UM INTEIRO DESRESPEITO COM OS RECURSOS PULICOS. É SO VERIFICAR O "SIM"