domingo, 7 de junho de 2009

Inundações


Notícia publicada no jornal Diário do Nordeste, edição de 05/06/09, dá conta de que o Museu Madi, no município cearense de Sobral, deverá ganhar nova sede, uma vez que a atual, embora moderna e recente, foi inundada pelo rio, colocando em risco as obras que compoem sua coleção.

Imagens da cheia, mostradas ao mundo pela televisão, chamaram a atenção na França de artistas doadores de obras para o Museu, único dedicado ao movimento Madi no Brasil. As obras de arte foram recolhidas enquanto se constrói um novo espaço para abrigá-las.

O edifício já havia sido alagado em 2004, quando ainda estava em construção, destino idêntico ao de outras edificações erguidas, e muito divulgadas, às margens do rio Acaraú, quando era prefeito do município o atual governador do Estado, e que tem se revelado inundáveis, com certa frequência.

Saiba mais no jornal Diário do Nordeste, edição de 05/06/09 e no Jornal Expresso do Norte - Edição 342 (Foto: Hudson Costa)

4 comentários:

AURIBERTO CAVALCANTE disse...

Dr. Lúcio, nunca entendi a construção destas importantes edificações, quase dentro do leito do Rio Acaraú. Sou de Sobral e no local destas construções nós tomávamos banho nas águas do Acaraú. O museu e o prédio da Biblioteca Lustosa da Costa foram atingidos pelas águas. Entendo como equivocada a decisão do então Prefeito Cid Gomes ( PSB ) em gastar tanto dinheiro na construção destes equipamentos culturais as margens do rio. E por falar em Rio Acaraú sugiro investimentos na margem direita, que com certeza necessita de mais atenção e cuidados. Museu e Biblioteca na beira do rio... Acredito que O Cid, já naquele tempo, pensava em construir AQUÁRIOS...

Anônimo disse...

A água lava, lava, lava tudo, a água só não lava a língua dessa gente (F.G.), como diz a antiga música de carnaval...

paulo césar disse...

E é porque o homi( CID) é engenheiro, quanta competencia, já pensava em aquario, né.

Domingos Sávio disse...

Nesse caso, o nosso dinheiro, o dinheiro público, virou lama.