quinta-feira, 18 de junho de 2009

A Dilma e o PAC no Ceará

video

6 comentários:

RastreadoreS de ImpurezaS disse...

Inovação aprovada! TV Lúcio.

Bruno Aguiar disse...

Pra mim essa visita só tem carater eleitoreiro.

Interessante como essas obras que tem grande visibilidade e dão muitos votos, como reforma de estradas e etc só saem em vespera de eleição, vide Cid e os 100 dias para as estradas e etc...

Parabéns pelo vídeo, continue postando-os.

Anônimo disse...

Também gostei da TV Lúcio!!! ainda que precise deixar a imagem um pouco melhor.
Parabéns, o ex-governador entrou com tudo no meio virtual!

Augusto disse...

Parabéns pela novidade.
O video ficou muito bom e esses comentários sobre os acontecimentos políticos do estado são de grande importância.
Espero poder assistir mais a TV Lúcio!

Sávio Bezerra disse...

Toda obra, seja ela do PAC ou não, mas que traduza melhoria para o estado, e consequentemente para o seu povo, deverá ser sempre bem recebida. Parabéns aos que apoiam o crescimento do nosso estado.

Jamilly disse...

É DE FAZER VERGONHA !!! EITA SENADO

deu na folha de s.paulo
Com a crise, fome atingirá 1 bilhão de pessoas, diz ONU

Contingente de subnutridos no mundo deve crescer em 100 milhões neste ano

Estimativa é que o total de subnutridos cresça mais nos países desenvolvidos, com alta de 15%; diretor da FAO vê "crise silenciosa da fome"

O número de pessoas que passam fome no mundo deve ultrapassar, neste ano, pela primeira vez a marca de 1 bilhão -ou quase 1 em cada 6 pessoas-, resultado da crise que aumentou o desemprego e reduziu o poder de compra da população (especialmente dos mais pobres), segundo a FAO (organismo da ONU para a agricultura e a alimentação).

Isso significa que mais 100 milhões de pessoas entrarão na zona da fome neste ano, encerrando período de mais de 20 anos em que vinha caindo a proporção da população mundial subnutrida -resultado dos projetos contra a pobreza e do crescimento nos últimos anos de economias como Índia, China e Brasil.

Agora, o número deve ficar em torno de 16% da população mundial, retornando ao nível do período de 1990-92 -entre 2003 e 2005, a população subnutrida era de 13%.

Para a FAO, são subnutridas pessoas que consomem menos de 1.800 calorias ao dia, mas esse número varia de país para país -no Brasil, a exigência é um pouco maior. Essa quantidade de calorias é a necessária para que a maioria dos adultos mantenha seu peso.

O aumento nos preços dos alimentos, especialmente nos últimos dois anos, também foi uma das causas. Apesar de terem recuado em relação aos níveis recorde da metade de 2008, os preços dos alimentos básicos estavam 24% mais altos no fim do ano passado do que dois anos antes. E a alta na cotação não é resultado de colheitas menores, já que a produção de alimentos esperada para este ano é levemente inferior ao recorde atingido no ano passado, de acordo com estimativa da FAO. Assinante do jornal leia mais em: Com a crise, fome atingirá 1 bilhão de pessoas, diz ONU