terça-feira, 2 de setembro de 2008

Cuca fresca

O fortalezense é cuca fresca, mas os cucas até agora continuam uma fria...

Passados quatro anos, ainda não saiu o primeiro!

Desencuca, Fortaleza!

11 comentários:

Georgia Pessoa disse...

Só mesmo na dependência da Cuca, a do Sítio do Pica-Pau Amarelo...

Rafael Serial disse...

Interessante notar, que apesar de ter sido "promessa" eleitoral, nenhum Cuca esta pronto. Mas mesmo assim a Loura, ou melhor, a equipe de publicidade da campanha dela, apresenta o Cuca sendo construido como um trunfo dela. Daqui a pouco vao mostrar a "planta" do Hospital da Mulher querendo mais um trunfo para a prefeita. Isso pode parecer besteira, para nos, mas algumas pessoas de baixa renda e escolaridade sao ludibriadas por essa tecnica...

Célio Ferreira Facó disse...

CONTRA A REELEIÇÃO, este casuísmo da Lei Eleitoral, aberração de toda a história da República, deviam ser todos os de bom senso. Sobretudo os que conhecem os perigos e fragilidades da Administração Pública, sempre exposta à sanha da corrupção. Assim também os que confiam na Democracia, que requer a RENOVAÇÃO nos governos. Não é o caso José de Freitas Uchoa, num artiguete publicado hoje em O Povo. Equivocado, pretende, p.ex., que o candidato à reeleição deveria ser melhor por ter o “domínio completo da realidade”. Se o tivesse, seria um milagre. Pretende também que o “normal” é obter sucesso o tal candidato. Já se viu que esta frágil apologia da reeleição só serve para confirmar a tese de que nasceu ela de um equívoco e deve ser corrigida.

Célio Ferreira Facó disse...

CONTRA A REELEIÇÃO, este casuísmo da Lei Eleitoral, aberração na história da República, deviam ser todos os de bom senso. Sobretudo os que conhecem os perigos e fragilidades da Administração Pública, sempre exposta à sanha da corrupção. Assim também os que confiam na Democracia, que requer a RENOVAÇÃO nos governos. Não é o caso de José de Freitas Uchoa, num artiguete publicado hoje em O Povo. Equivocado, pretende, p.ex., que o candidato à reeleição deveria ser melhor por ter o “domínio completo da realidade”. Se o tivesse, seria um milagre. Pretende também que o “normal” é obter sucesso o tal candidato. Já se viu que esta frágil apologia da reeleição só serve para confirmar a tese de que nasceu ela de um equívoco e deve ser corrigida.

Augusto disse...

Esses Cucas são iguais ao Hospital da Mulher, não têm um tijolo.
Mas na propaganda do Duda Mendonça tudo é tão lindo, organizado, que os mais ingênuos acreditam que aquilo realmente existe.
A atual prefeita estão tão parecida com políticos do passado, que ela tanto criticava antigamente e hoje pede o apoio, mesmo que indiretamente.
Quanta diferença...

Anônimo disse...

A "Ruinziane" mente bem demais! Tanto´mente bem que ainda tem neguin acreditando nas obras virtuais dela...Nãn!

Anônimo disse...

É muita injustiça afirmar que não tem nenhum tijolo, é fácil conferir passe lá onde funcionou o Clube de Regatas que você verá se não tem nenhum tijolo.
Tucano pode mostrar obra inacabada, vocês esqueceram do Metrô o trem correndo nas estações e cadê o metrô?

Nocrato disse...

Eis o doutor Lúcio no seu dia de Eliomar de Lima.

Antonio Filho disse...

vixe, não entendo a crítica... a idéia dos cucas é excelente, irreprochável... agora, desencucar é meio esquisito, não? será justo a população de fortaleza, e, em especial, a juventude tão carente de eventos e espaços saudáveis para o convívio social, abrir mão desse projeto,como os cucas se propõem a ser?

eita, dr. lúcio, que o negócio posto assim parece apelação ou despeito!

tenha calma que esse tipo de opinião pode pegar mal entre os jovens... e, olhe, que eles (e seus pais) são também eleitores, viu?

Joaquim disse...

Cadê o metro é pergunta a ser feita ao governo Lula, e tijolo no cuca, só os do antigo clube de regatas da barra do ceará...
Esses puxa-sacos da prefeita têem que melhorar os argumentos.

Lúcio Alcântara disse...

Calma, Antonio Filho. O projeto não é mau. O problema é que, após quatro anos, ainda não passou de uma idéia. É preciso sair do discurso para a ação. E aí é que reside a dificuldade da Prefeita. Quando digo desencucar, quero dizer faça os Cucas, que os jovens continuam esperando o cumprimento da promessa. Ficou claro ?