sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Com quem está a verdade?

* Artigo do radialista Beto Fernandes, publicado em seu blog.

O Jornal Folha de São Paulo noticiou na última semana que os irmãos Ferreira Gomes, Cid, Governador e Ciro, deputado federal, ambos do PSB, mantiveram encontro com o Presidente da República, Lula da Silva (PT) e dentre os assuntos debatidos: as eleições 2010. Mais especificamente as candidaturas ao Senado Federal pelo Ceará. Segundo a Folha (matéria apenas para assinantes) advirto aqui, Cid e Ciro, “solicitaram” ao Presidente para barrar a candidatura do deputado e Ministro da Previdência José Pimentel (PT) ao Senado. O objetivo desta solicitação seria para beneficiar a candidatura de Tasso Jereissati (PSDB), eterno aliado político do atual governador e de seu irmão, pré-candidato a presidente. O “Cara” então, teria dito que é seu desejo pessoal derrotar Tasso Jereissati, um dos seus mais ferrenhos opositores no Senado Federal. Além disso Lula não aceitará o PSDB no mesmo palanque que o PT.

O Governo do Estado enviou nota à imprensa, mais especificamente ao Jornal O Povo informando que a reunião com o Presidente teria sido em 31 de agosto, mas para tratar de assuntos relacionados à cota financeira do Ceará no âmbito do “pré-sal”. Perguntar não ofende: por que o Governo do Estado não mandou a nota para a Folha de São Paulo que na realidade foi quem publicou o encontro e sua pauta política? Outro detalhe que não pode passar despercebido. O Palácio do Planalto não desmentiu a informação e o assunto que foi refutado por Lula, o que deixa a impressão que só se desmente literalmente o que foi publicado errônea ou equivocadamente. Cid nega ter pedido para barrar a candidatura de Pimentel. Lula via Palácio do Planalto não desmentiu. E ai? Com quem está a verdade?

Só faltava agora os dois informarem que não trataram da pré-candidatura de Ciro Gomes ao Governo de São Paulo com objetivo único de prejudicar José Serra ou quem este possa apoiar. Cid tem um acordo com o PMDB, mais especificamente com Eunício Oliveira, para apoiar sua candidatura ao Senador em 2010, desde que este abriu mão para Inácio Arruda em 2006 como forme de “unir a base aliada”. Cid já disse publicamente, quando não está em ato institucional, governamental, que é o seu candidato natural ao Senado. Sobre a candidatura do PT não fala abertamente. O PSDB tem sido seu aliado político na Assembléia.

O grande objetivo seria a ampliação da frente de 2006 agora com o apoio oficial do PSDB, já que naquele ano foi, digamos, branco. Esquece apenas que o PT, apesar de apoiar seu projeto de reeleição quer indicar o vice e tem peso eleitoral hoje para indicar o outro candidato ao Senador (José Pimentel). Acontece que admitir isso e apoiar Pimentel fere a relação com Tasso Jereissati. Deu para entender o tamanho do problema?

Então o que ocorre? Os petistas fazem de conta que Cid os tem como aliado. E é verdade, desde que não contrarie os seus interesses. Cid faz de conta que o PT não desconfia dele e que poderá unir todos em torno do seu nome. Para completar essa complexa salada política ainda há um probleminha para Cid. Caso Ciro Gomes confirme pré-candidatura à presidência, o irmão perde automaticamente o apoio do PT que não deixará a pré-candidatura da “estrela”, hoje Dilma, sem palanque no Estado. Cid não deixaria de votar em Cid por duas razões: porque é irmão e porque é também do seu partido. Independente de quem seja o nome contra Cid já nasce forte, porque será o outro contra. Em tese, isso mostrará que Cid não é imbatível e sim que não há nenhum nome oficial na corrida contra ele. Isso e apenas isso.

Quem deve acompanhar atentamente o desenrolar desses fatos é Lúcio Alcântara que denunciou aqui mesmo a formação de um cartel político para viabilizar apenas a candidatura de Cid. O ex-governador estaria disposto inclusive a reatar laços com Tasso Jereissati que lhe abandonou nas eleições de 2006 e de aproximá-lo de Roberto Pessoa, Prefeito de Maracanaú, que sempre foi opositor ao tucano.

Beto e por que o PT supostamente sabe deste comportamento dúbio de Cid e ainda insiste em permanecer nesta aliança? A pergunta não seria o PT, mas quem do PT defende a permanência desta aliança? Sem arriscar nomes só pode ser alguém que espera um dia ser lançado e apoiado por Cid Gomes em sua sucessão em 2014. Se ele Cid, não quer nem mesmo outra candidatura do PT ao Senado iria apoiar um nome para cabeça de chapa em 2014?

Por BETO FERNANDES às 14:48

7 comentários:

PINDORETAMA DE TODOS NÒS disse...

QUEM É DO CEARÀ E VER A POLITICA DE CIMA SABE QUE O DESENROLAR DE TUDO ISSO SO DEPENDE DO SENADOR TASSO JEREISSATE. ELE DA AS CARTAS NA POLITICA ESTADUAL.
MAS CONVENHAMOS È MUITO MAIS FACIL E MUITO MAIS LÒGICO APOIAR U NOME DE LUCIO PRA GOVERNO. CID SE TIVER VOTOS SO SE FOR EM FORTALEZA, POIS NO INTERIOR DO ESTADO QUASE NINGUEM VOTA MAIS NELE. AQUI EM PINDORETAMA ESTAMOS COM LUCIO ALCANTARA

Célio Ferreira Facó disse...

Fácil é ver qual é a realidade do Ceará agora.

Há um grupelho que pretende tomar, apreender o Estado como território para as suas ambições político-eleitoreiras.

O Ceará feito feudo no limiar do século 21.

Para tanto agendam utilizar-se, como instrumento, do governo do Estado, da prefeitura de Fortaleza, e até de um senador amistoso.

A Assembléia Legislativa jaz há muito dominada, controlada, amestrada.

É nesse ambiente poluído que vemos agora crescer um edifício quase no leito do Cocó, às margens do Iguatemi, e as dunas ameaçadas pelas construtoras.

É também nesse contexto que assistimos a uma massiva propaganda do governo do Ceará nas publicações da grande imprensa.

Trata-se de cooptar o maior número, calar qualquer resto de oposição ainda existente, contradizer os fatos com o engodo do marketing.

Urge que se crie a maior resistência contra estes abusos.

Ou o grupelho confirmará o Ceará como feudo fora de época.

Anônimo disse...

O ponto de desenlace de toda essa questão é a viabilidade ou não da candidatura Dilma Rousseff à presidência.
Até aqui, ela tem nas pesquisas o mesmo percentual de transferência de votos do presidente Lula. Quer dizer, a mulher ainda não saiu do chão!
Se ela decolar mais 10 pontos até o carnaval, a candidatura do deputado Ciro Gomes evapora. E evapora porque o PSB do pragmático Eduardo Campos não vai pegar de frente com Lula em nome de uma aventura que definitivamente não lhe pertence.
Se, ao contrário, a candidata do presidente não demonstrar melhor desempenho, a alternativa Ciro se consolida porque a inquietação do PMDB vai transbordar para dentro do PT numa proporção acima da capacidade de contenção do presidente.
E aí, o PT vai ter que ter candidato a governador porque o presidente, com os índices de popularidade que tem, não vai perder a batalha por excesso de delicadeza, isso vocês podem apostar.
Até lá, teremos as tréguas natalinas, a temporada de verão e o carnaval. Depois, vai ser briga de cachorro grande.
"Cachorro grande" que eu falo é Lula, Serra, Aécio, esse povo... o resto age por conseqüência. (Ricardo Alcântara)

Paulo Nazareno disse...

Tive hoje o prazer de conversar um pouquinho aotelefone c/ Dr.Lucio,esta em nossa cidade,Crateús.Como sempre, afável,inteligente e perspicaz;senti-o "botando o dedo n'água".Guardado pelos cearenses na boa memória,assim como Tasso,homem de caráter e de grandes serviços prestados ao Ceará e ao Brasil,não podem e nem devem deixar de serem opções aos nossos eleitores.

Anônimo disse...

Olha aqui pessoal,a questao eh simples se o tasso e o lucio marcharem juntos nao improtando quem seja candidato a governo ganha a eleicao.esse negocio de quem eh candidato a presidente nao vai ser tao importante assim como como os politicoa querem vincular com a eleicao estadual, o povo do ceara ja sabe o que quer.

Arnóbio Parente disse...

A coisa não é tão complicada assim. Os ferreira gomes são políticos profissionais, e todo político profissional não vai pra perder. O ciro deverá transferir o domicílio eleitoral pra São Paulo. Se a candidata Dilma emplacar, ele deverá sair candidato a governo por São Paulo, e num pacote só, eles apoiarão a Dilma e trabalharão pra reeleger o senador Tasso. Se o Serra continuar como favorito e vencer as eleições, eles darão um chute no PT e o ciro sai candidato a presidente, e o senador tasso fará o papel de aproximá-los do presidente Serra. Tudo somente em nome da perpetuação no poder.

juliana disse...

Realmente a rejeição de Cid Gomes no interior é impressionante, o Ceará não é um curral dos Ferreira Gomes para fazerem q querem.
è de fundamental um opositor e opositor de peso como Roberto Pessoa.
Entre na comunidade em prol da candidatura dele.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=94282768
entre para essa comunidade e vamos divulga-la.
Cid Gomes é muito arrogante, inascessivel.
Vamos lembrar que ele quer acabar com o REFINS, e as estradas? E a perseguição com os comerciantes acabando todos com essa cobrança absurda de imposto?
Ele esta calado agora enquanto refins, perdoando dívidas, e multas de motos.
Como ele pode se contradizer tanto? Ele é conciente da rejeição dele e agora quer se fazer de bonzinho para tentar enganar o povo, mais o povo não é bobo não, as pessoas vão dar a resposta nas urnas.
Se ele ganhar ele vai perseguir a todos por despeito por sua rejeição.
Entre na comunidade em prol da candidatura de Roberto Pessoa. Vamos aderir essa corrente e divulgar a comunidade.
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=94282768