quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Baú

O programa Baú Literário, desenvolvido pela Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante, no Ceará, incentiva a prática da leitura entre jovens e adultos das diversas localidades do município.

São seis baús, cada um com um acervo diferente, levados às escolas, praças, comunidades, repartições públicas municipais, por jovens agentes de leitura, envolvendo 3.500 alunos e 97 professores.

O município alcançou um dos melhores resultados do Estado por ocasião da aplicação das provas do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (SPAECE).

Em São Gonçalo do Amarante, o golpe do baú é despertar para a leitura.

Saiba mais no jornal Diário do Nordeste, edição de 10/12/08.

4 comentários:

Célio Ferreira Facó disse...

Quando se inaugurou a internet popularmente, ouviram-se muitas tolices. A maior delas dava conta que os livros desapareceriam.

É tão inconsequente quanto dizer que a civilização abandonaria suas casas depois da mais recente invenção da engenharia. Livros acompanham, formam e transformam as civilizações do Ocidente desde as antiquíssimas culturas mesopotâmicas. No Oriente, existem ainda há mais tempo.

Na Idade Moderna, a invenção dos tipos móveis por Gutemberg multiplicou-os sem fim.

Hoje os meios eletrônicos terminam a tarefa da colocá-los por toda a parte, de todos os modos. Ajudam a identificar os governantes competentes e os incapazes.

Dos governos será talvez o maior dever prover às populações alimentação material e moral. Esta última representada pelos livros, consolidada nos livros, que devem tornar-se acessível o mais possível.

Anônimo disse...

NO livro O Ponto de Desequilíbrio,como pequenas coisas podem fazer ema grande diferença,Malcolm Gladwell,Editora Rocca,explica como ações deste tipo são importantes na transformaçao de uma comunidade.Valeu Walter Junoir e equipe.

Augusto disse...

Parabéns para os alunos e professores são gonçalenses.
O povo daquele município é muito criativo e capaz.
Parabéns ao prefeito e sua equipe.

Domingos Sávio disse...

Iniciativas como essa deveriam ser copiadas por todos os governantes. Educação em primeiro lugar.